Abrir menu superior
Campanha Zoos e Aquários por 350

Campanha Zoos e Aquários por 350

Evidências científicas mostram cada vez mais que as mudanças climáticas vão se tornar a principal causa de extinção de espécies no próximo século . A União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) relata que 70-80 % das aves, anfíbios e corais que já estão ameaçados também são suscetíveis às mudanças climáticas.

Em todo o mundo, os indivíduos e as comunidades estão se unindo para participar de uma série de poderosas campanhas que exigem progressos na área de inovações em energia limpa e ações governamentais contra as mudanças climáticas. Todos este movimentos têm uma mensagem chave: os governos do mundo precisam agir para obter e manter os níveis atmosféricos de CO2 em 350 partes por milhão (ppm).

Agora é o momento para a comunidade de conservação se juntar a este movimento, e com a comunidade de Zoos e Aquários tem a oportunidade de ajudar a trilhar este caminho. Podemos criar mudanças, mas apenas se trabalharmos juntos

 

O MOVIMENTO

O Movimento Z&A por 350 tem três componentes:

1. Desinvestimento - Zoológicos e aquários que têm dinheiro para investimento podem optar por desinvestir em empresas de combustíveis fósseis e reinvestir em soluções que se alinham com a sua missão de conservação. Saiba mais.

2. Compensação das emissões de carbono – A iniciativa de Créditos de Carbono do Movimento Z&A por 350 tem o apoio da Associação Mundial de Zoos e Aquários (WAZA), foi criada para ajudar os que Zoos e Aquários que já reduziram suas emissões de carbono tanto quanto possível possam compensar aquelas emissões de carbono inevitáveis de suas instituições, ​​através da compra de créditos de carbono. Saiba mais.

3. Mostrar a face selvagem das mudanças climáticas - Ter uma comunicação clara sobre os efeitos das mudanças climáticas sobre todas as espécies é uma peça chave para o quebra-cabeça. Muitos zoos e aquários já informam seus visitantes sobre esta ameaça, e aqui está mais uma maneira de convidar os funcionários das instituições e os visitantes a juntarem suas vozes a este movimento. Saiba mais.

 

OS NÚMEROS

Em um artigo de 2012 publicado na Rolling Stone (http://rol.st/LuRoru), o escritor ambiental e fundador da campanha 350.org,  Bill McKibben, resumiu a complexa ciência das mudanças climáticas em três números que enfatizam o perigo de extração e queima de combustíveis fósseis:

• 2°C: A quantidade máxima de aquecimento global, que pode ocorrer sem causar uma mudança climática descontrolada. Quase todos os países do mundo já concordaram e se comprometeram a não exceder esse aumento na temperatura global.

• 565 gigatoneladas: A quantidade de carbono que os cientistas dizem que podemos queimar e ainda manter o aquecimento abaixo de 2°C. No ritmo atual, vamos queimar essa quantidade de carbono em apenas 16 anos.

• 2.795 gigatoneladas: A quantidade de carbono que as empresas de combustíveis fósseis têm em suas reservas. Isso é cinco vezes mais do que a quantidade de carbono que podemos queimar antes de ultrapassar o limite de 2°C.

A fim de manter um planeta semelhante ao que já tivemos, os níveis de CO2 na atmosfera têm de ser reduzidos para 350 ppm. Os cientistas dizem que isso vai ser difícil, mas não impossível, e a única maneira de alcançar esta meta é deixar o carbono no solo e mantê-lo fora do ar . Os esforços para atingir emissão-zero (não emitir mais carbono na atmosfera) devem ser bem-sucedidos até 2050 se quisermos atingir o alvo de 350 ppm por volta de 2100. Este prazo fornece a melhor chance de manter o aquecimento abaixo de 2°C. (http://bit.ly/cCowsE)

Os próximos anos são críticos para a viabilidade de alcançarmos a meta de 350ppm, e por enquanto ainda temos uma chance. Mas só se as coisas mudarem.

 

A OPORTUNIDADE

Conhecer os impactos devastadores das mudanças climáticas globais sobre as espécies traz uma responsabilidade especial sobre zoos, aquários e outras organizações de conservação, para que comecem a agir. Zoos devem desempenhar o papel (http://bit.ly/rqJzHB) de educar o público sobre as mudanças climáticas e a urgência desta ameaça pede  uma ação rápida e o comprometimento de todas as instituições e indivíduos. Os laços fortes que zoos e aquários têm com suas comunidades dão às instituições zoológicas uma posição única que nenhuma outra organização de conservação tem.

Os animais em zoos e aquários despertam um espírito de encantamento e admiração nas crianças, que futuramente podem se tornar ambientalistas, educadores, cientistas, políticos, escritores e defensores destes animais. Devido a isso, os zoos têm um papel único para proteger os animais, tanto os que estão em suas instituições quanto os das mesmas espécies que estão na natureza, e também proteger os habitats para garantir que as espécies possam prosperar e que as futuras gerações possam apreciar a biodiversidade da forma como fazemos hoje. Ao aderir ao Movimento, os zoos estão fazendo um investimento em um futuro saudável para as crianças e para a fauna.

Os Zoos e aquários do Brasil não podem ficar fora deste Movimento. Vamos juntos?

 

FAÇA SUA PARTE, JUNTE-SE AO MOVIMENTO

Juntando-se ao Movimento Zoos e Aquários por 350, você está se comprometendo a levar essas iniciativas para a sua instituição e apresentar um relatório sobre o progresso. O Movimento está aqui para unir os nossos esforços, nos ajudar a aprender e nos beneficiarmos mutuamente, e enviar uma mensagem contundente ao mundo sobre o nosso compromisso com a 350 ppm.

 

Bem-vindo ao movimento!

Para participar, é só clicar aqui, preencher os dados e selecionar qual seu compromisso com a campanha.

Clique aqui para fazer o download da cartilha do Movimento Zoos & Aquários por 350

 

 

 

 

Administrador Blog SZB
Escrito por Administrador Blog SZB